2021-06-18

Escravidão, de Laurentino Gomes

A História de dor e sofrimento de um fenómeno que moldou a face do mundo.

Partilhar:

No dia 23 de junho, a Porto Editora publica Escravidão, de Laurentino Gomes.

Nesta monumental obra, resultado de seis anos de pesquisa e prolongadas viagens por três continentes, o jornalista brasileiro explora as raízes da escravidão humana na Antiguidade e em África antes da chegada dos portugueses. A partir daí, Laurentino Gomes foca-se num período essencial para contar a história deste negócio de sofrimento: a partir do século XV, com as explorações marítimas, a descoberta e ocupação de um novo continente pelos europeus deu a este fenómeno uma proporção global. Nada foi tão volumoso, organizado, sistemático e prolongado quanto o tráfico negreiro para o Novo Mundo: durou mais de três séculos, movimentou forçadamente milhões de seres humanos e envolveu quatro continentes, quase todos os países da Europa e reinos africanos.

É uma história de dor e de sofrimento inimagináveis – movida pelas mais diversas motivações, da ganância ao fervor religioso – cujas repercussões são ainda visíveis atualmente em muitos dos locais visitados pelo autor, como feridas abertas nas sociedades. No registo jornalístico e com o olhar atento sobre a História a que Laurentino Gomes já habituou os leitores, esta é uma obra de inegável interesse público para compreender a Escravidão em todas as suas dimensões.

Vencedor de sete Prémios Jabuti de Literatura, o jornalista é também autor dos livros 1808, 1822 e 1889, trilogia que acompanha as mais marcantes datas na formação do Brasil como hoje o conhecemos, da fuga da corte portuguesa às invasões francesas, ao Grito do Ipiranga que marca a sua independência e, por fim, à queda de 67 anos de experiência monárquica e mudança para um regime republicano. Estas obras venderam até agora mais de três milhões de exemplares e foram editadas no Brasil, em Portugal, nos Estados Unidos e na China.

SOBRE O LIVRO

Resultado de seis anos de pesquisa e observações que incluíram viagens por 12 países e três continentes, Escravidão explica as raízes da escravidão humana na Antiguidade e em África antes da chegada dos portugueses, o início do tráfico de cativos para a América e suas razões, os números, os bastidores e os lucros do negócio negreiro, além da trajetória de alguns dos seus personagens mais importantes, como o Infante D. Henrique, patrono das grandes navegações e descobrimentos do século XV e também um dos primeiros grandes traficantes de escravos no Atlântico. Esta é uma história de dor e sofrimento cujos traços são ainda visíveis atualmente em muitos dos locais visitados pelo autor.

SOBRE O AUTOR

Laurentino Gomes é paranaense de Maringá, vencedor de 6 Prémios Jabuti de Literatura e autor dos livros 1808, sobre a fuga da família real portuguesa para o Rio de Janeiro 1822, sobre a Independência do Brasil; e 1889, sobre a Proclamação da República. Lançado na Bienal do Rio de Janeiro de 2007, o livro 1808 foi eleito o Melhor Ensaio de 2008 pela Academia Brasileira de Letras e publicado em inglês nos Estados Unidos pela Editora Lyons Press, do Grupo Globe Pequot de Connecticut. Ao todo, as suas obras já venderam mais de 2 milhões de exemplares no Brasil e no resto do mundo. Graças à repercussão destes três títulos, Laurentino já foi eleito duas vezes pela revista Época como um dos cem brasileiros mais influentes do ano. Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná, tem pós-graduação em Administração na Universidade de São Paulo. Laurentino Gomes é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e da Academia Paranaense de Letras.