2024-05-18

Escolhas dos Editores

Uma seleção de títulos para assinalar o Dia Mundial do Livro

Partilhar:

A melhor forma de celebrar os livros é lê-los e quem, além dos autores, os conhece melhor? Os editores, naturalmente!

Este mês, pedimos diferentes sugestões aos nossos editores, para facilitar a decisão sobre a próxima leitura. Ora espreite e tome nota.

 

 

 

É comum dizer-se que a realidade imita a ficção, mas neste caso aconteceu o contrário. Para o seu mais recente thriller, Andrea Mara recorreu a uma memória de infância: durante umas férias em Londres, entrou com a irmã de seis anos numa carruagem do metro cujas portas se fecharam antes de a família se lhes conseguir juntar. Porém, a aventura da autora e da irmã acabou bem, com os passageiros a ajudarem as duas meninas a descer na estação que o pai, aos gritos, tinha indicado. 

 

Em O Que Ninguém Viu, o susto é muito maior e leva uma mãe ao limite. As duas filhas, de dois e seis anos, entram no metro durante a hora de ponta, mas apenas a mais nova é ajudada a sair na estação seguinte. Onde está a outra menina? Porque não aparece? De súbito, aquela que devia ser uma animada viagem à capital britânica passa a ser um pesadelo em que cada segundo conta. E o leitor, que acompanha o adensar do mistério, dá por si a não conseguir parar de ler. É este o poder dos livros: a realidade, quando transformada pela ficção, torna-se uma história capaz de prender o tempo, deixando os leitores a tentar adivinhar o que se segue e a surpreender-se uma e outra vez com a verdade escondida n’O Que Ninguém Viu.  

 

Patrícia Francisco 

Editora 

 

 

 

Na senda de autores como Nicholas Sparks e de filmes como The Old Oak, José Rodrigues propõe-nos em O Quinto Pescador um drama emotivo, que nos faz repensar as prioridades que estabelecemos na vida e aborda temas como o papel estruturante que os animais de estimação podem ter nas nossas vidas, a amizade, o amor e a prevenção do suicídio. 

 

No dia do seu aniversário, Francisco perde toda a família, num acidente de viação.  Em profundo sofrimento, desloca-se a uma remota localidade costeira para aí, longe de tudo, pôr fim à sua existência. Mas, aos poucos, o encontro fortuito com Pedro e Rafa, uma alegre criança de 8 anos e o seu inseparável cão, transforma-se num lugar de afetos que o leva a perceber que a felicidade continua ao seu alcance, contra todas as probabilidades. 

 

José Rodrigues demonstra, uma vez mais, ser um autor talhado para nos falar das mais puras emoções, presenteando-nos com uma história que nos recorda que há sempre alguém que podemos ajudar com um simples gesto ou com o conforto de uma palavra amiga. Porque, mais do que o desgosto, o que pode mesmo matar é a indiferença. E o que nos salva, sempre, é o Amor. 

 

Vítor Gonçalves

Editor 

 

 

 

Um escultor de lápides tumulares vive isolado na sua oficina num cemitério de Istambul, tendo apenas por companhia o seu cão e a memória de um amor maior que a vida. Certa noite, é subitamente interrompido pela sombra pálida de uma rapariga, desesperadamente em fuga. Porque foge esta jovem? Qual a sua história? E como se liga ela à história deste homem que escolheu viver entre os mortos?  

 

Em Pedra e Sombra, o mais recente romance de Burhan Sönmez, que acabamos de publicar na coleção Contemporânea da Livros do Brasil, narra-se, a partir do percurso íntimo destas personagens, o percurso de um país. Esta é uma belíssima saga pela história da Turquia, com os seus diferentes povos, línguas, culturas, lutas e conquistas, recuando da atualidade até tempos de impérios passados. Convido-vos à sua descoberta. Boas leituras. 

 

São José Sousa 

Editora 

 

 

 

Conto de Fraldas é o novo álbum ilustrado de Álvaro Magalhães. Esta é uma história dedicada aos leitores de idade pré-escolar, em que a imaginação e o humor do autor de referência da literatura infantojuvenil portuguesa estão bem evidentes. A escrita ritmada e divertida, acompanhada de ilustrações deliciosas fazem desta uma leitura agradável para qualquer momento em família.  

 

Neste livro conhecemos Tim, um ursinho que se perdeu da mãe, depois de uma tempestade. Sozinho e confuso na floresta que desconhece, vive o dilema de reencontrar a sua família e… de trocar a sua fralda malcheirosa. Uma missão complicada, pois, por causa daquele cheiro pestilento, ninguém o quer ver por perto. Será que o pequeno urso vai conseguir ficar em segurança? 

 

Sempre num registo bem-humorado, este é um livro que vai promover o gosto pela leitura desde cedo e incentivar o desenvolvimento da imaginação e incutir valores como a tolerância, a empatia e a solidariedade. Afinal, este é um conto de fraldas, e os contos de fraldas acabam sempre bem. 

 

Susana Baptista 

Editora 

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!