2022-06-20

Escolha do editor

Os Cavalos de Hitler de Arthur Brand

Partilhar:

 

É um chavão dizer que a realidade ultrapassa a ficção, no entanto, a história que se conta neste livro é um desses casos: facilmente poderia ter saído das páginas de um romance de John le Carré, mas aconteceu mesmo. Quando surge no mercado negro uma fotografia a cores de duas esculturas equestres monumentais, Arthur Brand e a sua equipa vão para o terreno. Assinadas por Josef Thorak, o escultor preferido de Adolf Hitler, estas eram as estátuas que o ditador alemão via da janela do seu escritório e que todos julgavam terem sido destruídas nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial, durante a tomada de Berlim pelo Exército Vermelho.

 

A investigação de Arthur Brand acompanha os últimos dias de vida de Hitler e traça o percurso insólito destas esculturas. Conhecido como o “Indiana Jones do mundo da arte”, Arthur Brand infiltra-se no submundo do mercado negro do comércio de arte, onde se transaciona memorabília fascista, obras proibidas, quadros roubados e falsificações, um mercado que todos os anos movimenta somas verdadeiramente astronómicas. Ao longo deste processo, cruza-se com simpatizantes nazis, como a filha de Heinrich Himmler, neonazis e antigos espiões da Stasi e do KGB, levantando o véu sobre a importância deste tipo de comércio ilegal no financiamento da extrema-direita alemã. No final desta descrição, que se lê como se fosse um thriller assombroso, são recuperados não só os “Cavalos de Hitler”, mas um conjunto de outras estátuas que se julgavam também perdidas, ícones do regime nazi. Uma leitura fascinante que o vai prender até à última página.

 

Vasco David

Editor

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!

Conheça as nossas novidades

Seja o primeiro a conhecer os livros que acabaram de chegar, notícias sobre autores, conteúdo exclusivo e muito mais!