2018-02-21

Escolas de Gaula, Armamar e Moçambique distinguidas com Prémio Correntes d’Escritas Porto Editora

Anúncio feito na Sessão Oficial de Abertura do Correntes d’Escritas, que decorre até sábado na Póvoa de Varzim.

Partilhar:

“O Advento na Achada”, da autoria dos alunos do 4.ºA da Escola do Primeiro Ciclo com Pré-Escolar Dr. Clemente Tavares, de Gaula - Madeira, é o trabalho vencedor do Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes d’Escritas Porto Editora, iniciativa que já vai na nona edição e que se destina a galardoar trabalhos coletivos originais em língua portuguesa, realizados por alunos do 4.º ano de escolaridade.



Os segundo e terceiro prémios foram atribuídos a duas turmas da Escola Básica José Manuel Durão Barroso, de Armamar: à turma 4.ºA, pelo conto “A Mochila Esquecida”; e à turma 3.ºB/ 4.ºano com “Onde a LUZ se esconde”.

De sublinhar a menção honrosa em ilustração atribuída aos alunos do 4.º ano da Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa.

A entrega dos prémios acontecerá na Sessão Oficial de Encerramento, agendada para o próximo sábado, dia 24, às 18:30, sala principal do Cine-Teatro Garrett.


LIVROS DE ERIC NEPOMUCENO, JULIETA MONGINHO E UNGULANI BA KA KHOSA EM DESTAQUE

O programa do Correntes d’Escritas incluí a participação de vários autores da Porto Editora e a realização de lançamentos de novos livros: Bangladesh, talvez e outras histórias, de Eric Nepomuceno, e Gungunhana, de Ungunali Ba Ka Khosa (amanhã, 12:00); e Um muro no Meio do Caminho, de Julieta Monginho (dia 23, 12:00), sempre na sala de atos do Cine-Teatro Garrett.

Paralelamente, há a sublinhar a participação: de Ana Luísa Amaral e Filipa Leal na Mesa 1, “Hoje são estas palavras, amanhã não sei” (hoje, 17:30, sala principal do Cine-Teatro Garrett);Alberto S. Santos vai estar na Mesa 2 “Escrever é um caso de circunstâncias” (amanhã , 10:00, sala principal do Cine-Teatro Garrett); Luis Sepúlveda estará com Daniel Mordzinski à conversa sobre “A fotografia revela o que escondem as palavras” (amanhã, 17:00, na sala de atos do Cine-Teatro Garrett); Karla Suarez estará na Mesa 5, “O que escrevo atormenta o que sou” (dia 23, 10:00, sala principal do Cine-Teatro Garrett); Francisco José Viegas modera a Mesa 7, “Escrever é provocar o fracasso” (dia 23, 18:00, sala principal do Cine-Teatro Garrett); e Daniel Jonas e Luis Sepúlveda participam na Mesa 10, “Entre mim e a escrita, o purgatório” (dia 24, 15:30, sala principal do Cine-Teatro Garrett).

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK