2013-07-03

E se os protagonistas de Orgulho e Preconceito fossem suspeitos de um homicídio?

Morte em Pemberley, de P. D. James, junta o thriller à obra de Jane Austen

Partilhar:
O romance entre Elizabeth e Mr. Darcy ficou imortalizado com o famoso livro de Jane Austen, Orgulho e Preconceito. Em Morte em Pemberley, que a Porto Editora publica a 12 de julho, a grande senhora do crime P. D. James reúne as personagens desse livro e coloca-as no centro de uma trama policial. É desta forma que a autora combina o thriller, o tradicional policial inglês e uma das grandes histórias da literatura novecentista.

Para além do sucesso quase imediato no Reino Unido, Morte em Pemberley está a ser também um êxito internacional, com direitos de publicação vendidos para 26 países. A BBC adquiriu, ainda, os direitos de adaptação para uma série televisiva, que será transmitida aquando da comemoração do 200.º aniversário de publicação de Orgulho e Preconceito.

SINOPSE

1803. Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy – o famoso par de Orgulho e Preconceito –, casados há já seis anos e com dois filhos, não podiam estar mais felizes na imponente propriedade rural de Pemberley. Até ao dia em que Lydia, uma das irmãs Bennet, chega à mansão gritando que o marido foi assassinado na floresta.

Em Morte em Pemberley, P. D. James combina as suas duas maiores paixões: a literatura policial e a obra de Jane Austen. O romance é uma clara homenagem à grande autora novecentista, mas faz justiça também às melhores histórias de assassinato, seguindo a tradição dos grandes romances de mistério sobre a aristocracia inglesa. Ou não fosse P. D. James a grande senhora do crime nas terras de Sua Majestade…

A AUTORA
P. D. James nasceu em Oxford, Inglaterra, em 1920. Durante a Segunda Guerra Mundial trabalhou na Cruz Vermelha e, em 1949, nos Serviços de Segurança Britânicos. Em 1968, entrou para o Departamento de Polícia do Ministério do Interior. Estreou-se na literatura aos 42 anos, tornando-se uma das maiores escritoras de romances policiais da atualidade.

IMPRENSA
P. D. James recria o mundo de Jane Austen com enorme mestria.
Sunday Telegraph

Uma elegante homenagem a Jane Austen e um tributo impressionante à inesgotável vitalidade imaginativa de P. D. James.
Sunday Times

Brilhante… um romance que combina a elegância de Jane Austen com o ritmo de um grande thriller… o melhor de P. D. James até agora.
Sunday Express

Uma fusão mágica.
Evening Standard

Jane Austen estaria orgulhosa.
Spectator

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK