2021-04-06

Conheça o livro que mudou a vida do herói da série da Netflix

Porto Editora publica Arsène Lupin, Cavalheiro Ladrão, uma das personagens mais carismáticas do género policial.

Partilhar:

Criada em 1905, por Maurice Leblanc, a convite do fundador da revista Je sais tout, a figura do cavalheiro ladrão, de monóculo e cartola, pretendia ser a resposta francesa ao famoso detetive de Baker Street. O seu sucesso foi imenso, mas nada faria esperar a estrondosa audiência da série francesa da Netflix: na trama, o livro Arsène Lupin, Cavalheiro Ladrão é simultaneamente talismã e inspiração para Assane, o protagonista, que desde a infância leu e releu as suas aventuras, replicando-as na sua demanda pela justiça. Com esta edição, a Porto Editora convida-o a fazer o mesmo, na certeza de que acompanharemos, em papel, os futuros passos televisivos de Lupin…

O livro estará disponível nas livrarias a 8 de abril.

SOBRE O LIVRO

França, início do século xx. A Belle Époque está no seu auge e Paris é a cidade que melhor encarna o verdadeiro espírito desses anos dourados. No clima de efervescência cultural e diversão que marca a vida cosmopolita francesa, crimes fantásticos e intrigantes revelam Arsène Lupin, um ladrão hábil, carismático e sedutor. No entanto, pobres e inocentes, nada temam de Lupin! Pois só os ricos, os poderosos e o previsível inspetor Ganimard, polícia que nunca larga o encalço do herói, é que precisam de se pôr à prova. Porque muito mais do que um genial larápio, Arsène Lupin é sobretudo um detetive audaz e irreverente, escapando a todas as armadilhas e estratagemas dos seus inimigos. Arsène Lupin, Cavalheiro Ladrão reúne as primeiras nove aventuras do rocambolesco Lupin, protagonista de mais de vinte títulos da autoria do escritor francês Maurice Leblanc.

SOBRE O AUTOR

Escritor e jornalista francês, era filho de um armador naval. Teve a possibilidade de estudar em França, na Alemanha e em Itália, mas interrompeu o curso de Direito com a intenção de se tornar escritor. Trabalhou durante algum tempo na empresa da família, até conseguir estabelecer-se como repórter criminal em jornais como o Écho de Paris. Embora seja autor de mais de cinquenta títulos, Leblanc ficará para sempre imortalizado pela criação do fantástico Arsène Lupin, o cavalheiro ladrão das aventuras mais lidas do seu tempo.