2021-06-29

As mágoas de que nunca te falarei

Se te pudesse contar é o primeiro livro de Hannah Beckerman no catálogo da Porto Editora. Romance dá-nos a provar o sabor agridoce de certos laços familiares.

Partilhar:

Alternando, capítulo a capítulo, entre as visões das três personagens principais da história – a mãe Audrey e as suas filhas, Jess e Lily –, Se te pudesse contar avança e recua no tempo para nos dar a conhecer as consequências daquele trágico instante do verão de 1988 em que a harmonia familiar se estilhaçou. Qual livro de suspense, só nas derradeiras páginas desta narrativa de Hannah Beckerman ficamos a conhecer as causas de tais mágoas irreparáveis.

O livro estará disponível nas livrarias a 1 de julho.

SOBRE O LIVRO

Como mãe, o sonho de Audrey sempre foi que as filhas fossem tão próximas quanto só as irmãs podem ser. E de todos os seus sonhos que ficaram por cumprir, este é o que mais lhe pesa. Há trinta anos, um doloroso acontecimento dividiu a pequena família; Jess e Lily, agora adultas, vivem em Londres, a poucos quilómetros uma da outra, mas há muito que não se falam. As filhas adolescentes de ambas também nunca se puderam conhecer; Jess não o permitiu, ainda que Lily não saiba o que fez à irmã para que esta a tenha passado a odiar. Agora Audrey está gravemente doente e, antes de partir, gostaria de realizar vários sonhos, entre eles o de reconciliar a sua família. A tarefa não é fácil e, à medida que a tensão aumenta, os segredos e as escolhas do passado que originaram a rutura emergem. Depois de tantos anos de silêncio, conseguirão elas encontrar o perdão e reatar os laços desfeitos décadas antes?

SOBRE A AUTORA

É jornalista e escritora. Nos sete anos em que colaborou com a BBC, entrevistou autores e artistas de diversas áreas, escreveu sobre livros e literatura em diferentes publicações, e participou na campanha nacional de leitura «The Big Read», que elegeu o romance preferido dos britânicos. Foi ainda responsável por documentários e programas televisivos sobre História e Ciência no Channel 4 e no Discovery Channel. Em 2009, após uma viagem ao Bangladesh, consolidou o desejo de passar ao papel as suas próprias histórias.