2019-09-04

A vida numa agenda vermelha

Bestseller e estreia de Sofia Lundberg no arranque da rentrée da Porto Editora.

Partilhar:

A 12 de setembro a Porto Editora publica um romance de estreia que surpreendeu a Suécia e depois o mundo, tendo recebido nomeações para prémios na Finlândia, Alemanha, França e EUA.


Esse romance é A Agenda Vermelha, de Sofia Lundberg, uma história de cumplicidade entre a nonagenária Doris e a sua sobrinha Jenny, inspirada na própria relação da autora com a sua tia-avó. Estando já no final da vida, a carismática Doris deixa a Jenny as suas memórias, que passam por diferentes continentes, guerras e paixões. A sua preenchida agenda vermelha, onde anotou todas as pessoas que conheceu ao longo dos anos e em diferentes países, são o testemunho e base da sua agitada história de vida, repleta de amor e aventura.

Publicado em 34 países e já um bestseller internacional, A Agenda Vermelha é um comovente romance sobre a velhice, mas sobretudo um retrato otimista acerca do poder da memória e do amor como garantes da eternidade.

SOBRE O LIVRO

Doris pode ter noventa e seis anos e morar sozinha em Estocolmo, mas tal não significa que não continue ligada ao mundo. Todas as semanas, aguarda ansiosamente o telefonema por Skype com Jenny, a sobrinha-neta americana que é, simultaneamente, a sua única parente. As conversas com a jovem mãe levam-na de volta à sua própria juventude e tornam mais suportável a iminência da morte, que Doris sente a rondá-la. De uma forma muitíssimo lúcida, escolhe, de entre as inúmeras memórias que uma vida longa carrega, as que estão relacionadas com aqueles que conheceu e amou e cujo nome inscreveu numa pequena agenda vermelha.

As histórias desse passado colorido – o amor platónico pelo pintor modernista Gösta Adrian-Nilsson; o trabalho como manequim de alta-costura em Paris, na década de 1930; a fuga clandestina num barco que é bombardeado pelos soldados alemães do III Reich, no auge da Segunda Guerra Mundial – recriam uma existência plena que, embora se aproxime do derradeiro final, não está isenta de surpresas: um lembrete agridoce de que, na vida, os finais felizes não são apenas ficção.

SOBRE A AUTORA

É a nova estrela da ficção escandinava, jornalista e antiga editora de revistas.
O seu primeiro romance, A Agenda Vermelha, que a Porto Editora agora publica, foi elogiado pela crítica, pela facilidade com que arrebata o leitor e o leva numa jornada através do tempo e do espaço, do amor e da perda.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK