2019-02-19

A Noite Imóvel, de Luís Quintais, vence Prémio Literário Casino da Póvoa

Obra premiada foi publicada pela Assírio&Alvim em 2017. Conhecidos também os vencedores do Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes d’Escritas | Porto Editora.

Partilhar:

O livro A Noite Imóvel, de Luís Quintais, é o grande vencedor do Prémio Literário Casino da Póvoa. O anúncio foi feito pela organização do Correntes d’Escritas, na sessão oficial de abertura que decorreu esta manhã, no Casino da Póvoa, e que contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.



Depois de ter sido uma das obras distinguidas no âmbito do Prémio Oceanos 2018 (3.º lugar), A Noite Imóvel é agora consagrado por um dos mais prestigiados prémios literários.

Nesta obra, Luís Quintais convida os leitores a percorrer cenários de vazio e de destruição, de ecos e de sombras, luzes ténues e memórias turvas, questionando a possibilidade de encontrar uma inaudita beleza nos escombros deste nosso tempo.

Antropólogo, poeta e ensaísta, Luís Quintais (n. 1968, Angola) leciona no Departamento de Antropologia da Universidade de Coimbra. Como antropólogo tem publicado ensaios em diversas revistas da especialidade sobre as implicações sociais e culturais do conhecimento biomédico, em particular sobre a psiquiatria e seus contextos. Desenvolve atualmente investigação sobre as interações entre biotecnologias, arte e cognição. Como poeta, publicou A Imprecisa Melancolia (1995), Lamento (1999), Umbria (1999), Verso Antigo (2001), Angst (2002), e Duelo (2004), obra a que foram atribuídos o Prémio Pen Clube de Poesia e o Prémio Luís Miguel Nava - Poesia 2005. A coletânea de poesia completa Arrancar Penas a um Canto de Cisne venceu o Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes APE/C.M. de Amarante 2015-2016.

De referir que o mais recente livro de Luís Quintais, Agon, foi publicado pela Assírio&Alvim em outubro de 2018.

A Assírio&Alvim congratula-se com a atribuição do Prémio Literário Casino da Póvoa a Luís Quintais, expressando também o orgulho em ver, entre os finalistas deste prémio, as obras de Adília Lopes, José Alberto Oliveira, Gastão Cruz, Golgona Anghel, Daniel Jonas e José Tolentino Mendonça.


Os pequenos-grandes vencedores


Na sessão de abertura do Correntes d’Escritas foram também anunciados os vencedores do Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes d’Escritas | Porto Editora:

  • Primeiro lugar: "A Caixa", do 4.ºA da Escola Básica José Manuel Durão Barroso, de Armamar;
  • Segundo: "Bingo e Mingo", do 4ºD da EB Pde. Manuel de Castro, de S. Mamede Infesta;
  • Terceiro: "A Odisseia da Gotinha de Água", da Escola Básica de Âncora.

Para além dos três primeiros prémios, a destacar a existência de duas Menções Honrosas na categoria "Texto" e três Menções Honrosas na categoria "Ilustração":

Texto
  • "O Poema que quer nascer", do 4ªB da Escola Básica José Manuel Durão Barroso, de Armamar;
  • "O Palhinhas nos caminhos de Santiago", da turma de 3º/4º anos da Escola Básica de Gamil, Barcelinhos;
  • "Snowman", do 4ºB da Escola Básica/Jardim de Infância Bela Vista3, de Fânzeres.

Ilustração
  • "O Grande Salvamento" do 4ºT, da Escola Básica de Touria, Leiria;
  • "Alerta Vermelho no Oceano" do 4º ano da Escola Básica de Rates, Póvoa de Varzim;
  • "A viagem das Disciplinas" do 4ºA do Colégio Nossa Senhora da Esperança, Porto.


Esta iniciativa conjunta do Correntes d’Escritas e da Porto Editora tem como objetivo estimular a criação literária, especialmente o desenvolvimento da comunicação escrita e criativa, promovendo ao mesmo tempo o gosto pelo livro e pela leitura.

Os prémios serão entregues na Sessão Oficial de Encerramento, que decorre no próximo sábado.

Todos os pormenores da presença da Porto Editora no Correntes d’Escritas podem ser consultados aqui.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK