Agualusa e Rosa Montero em Castelo Branco


A Viagem Literária segue para a quinta etapa e desce até à Beira Baixa. A paragem em Castelo Branco está marcada para dia 1 de agosto, às 21:30, no Cine-Teatro Avenida e promete, à semelhança das conversas anteriores, encher a casa à boleia  de dois grandes autores internacionais, José Eduardo Agualusa e Rosa Montero, para uma conversa sem guião mas que certamente passará pela literatura e pela atualidade.


José Eduardo Agualusa nasceu na cidade do Huambo, em Angola, a 13 de dezembro de 1960. Estudou Agronomia e Silvicultura em Lisboa. É jornalista. Viveu em Lisboa, Luanda, Rio de Janeiro e Berlim. É autor de vários livros, entre os quais, A Conjura, vencedor do Prémio Revelação Sonangol, A Feira dos Assombrados, Nação Crioula (romance vencedor do Grande Prémio de Literatura RTP) , Fronteiras Perdidas (Grande Prémio de Conto da APE). Com Henrique Cayatte escreveu Estranhões e Bizarrocos, vencedor do Prémio Nacional de Ilustração e Grande Prémio de Literatura para Crianças da Fundação Calouste Gulbenkian. Em 2000, lançou Um Estranho em Goa e depois O Ano Que Zumbi Tomou o Rio, O Homem Que Parecia Um Domingo, Catálogo de Sombras, O Vendedor de Passados e seu mais recente O livro dos Camaleões. As suas obras estão traduzidas para diversas línguas.


Rosa Montero nasceu em Madrid em 1951 e estudou Jornalismo e Psicologia. Desde 1976 que colabora em exclusivo com o jornal El País, tendo obtido em 1980 o Prémio Nacional de Jornalismo e em 2005 o Prémio Rodríguez Santamaría de Jornalismo, como reconhecimento dos méritos de toda a sua carreira profissional. Figura central da literatura espanhola contemporânea, a sua vasta obra de romancista está traduzida nas mais diversas línguas. Por A Louca da Casa recebeu o Prémio Grinzane Cavour de literatura estrangeira e o Prémio Qué Leer para o melhor livro espanhol, distinção que também lhe foi atribuída, em 2006, por História do Rei Transparente.

 

A Viagem Literária teve início no dia 25 de Abril, em Bragança. Veja aqui as fotografias da sessão inaugural da Viagem e também das sessões de Vila Real, Viseu e Guarda.

 

14 de julho de 2015