Casa cheia na Guarda recebe Francisco José Viegas e Rentes de Carvalho

 

O Teatro Municipal da Guarda (TMG) encheu, no passado dia 8 de julho, para mais uma etapa da Viagem Literária. Os passageiros a bordo viajaram com Francisco José Viegas e José Rentes de Carvalho, numa etapa marcada pela cumplicidade entre os dois autores.

O calor estival que se fez sentir na noite de 8 de julho não impediu que o auditório enchesse para participar nesta sessão. Nos mais de 90 minutos de conversa, conduzida pelo jornalista João Paulo Sacadura, foi evidente a cumplicidade entre os dois autores que, para além de partilharem o ofício da escrita, partilham também a ligação entre autor e editor. Francisco José Viegas recordou como, numa ida a um congresso na Holanda, conheceu o escritor que já vivia naquele país e confidenciou  que ficou rendido à obra de Rentes de Carvalho, após ter passado a noite em branco a ler o incontornável Ernestina.


Autor bestseller na Holanda, José Rentes de Carvalho contou como, de uma irritação generalizada com os holandeses e de um desabafo com um editor, nasceu Com os Holandeses. Caracterizada pelo próprio como «escrita com algum veneno», a edição holandesa tinha a particularidade de ser ilustrada com caricaturas, «muito obscenas», assinadas por um cartunista do jornal satírico Charlie Hebdo...que valeram, na altura, a colocação da obra na montra de várias sex shops de Amesterdão.


O final desta Viagem na Guarda ficou ainda marcado pelas várias intervenções do público, no já habitual período de perguntas e respostas com os autores, e por uma grande solicitação de autógrafos já no foyer do TMG.


Depois desta sessão com Francisco José Viegas e José Rentes de Carvalho, na Guarda, a Viagem Literária segue o seu percurso, rumo a Castelo Branco, com dois grandes escritores internacionais. No dia 1 de agosto, o angolano José Eduardo Agualusa e a espanhola Rosa Montero são os convidados para ocupar o palco do Cine-Teatro Avenida.

10 de julho de 2015