Dois mestres das palavras em Beja


A Viagem Literária levou Mário de Carvalho e Sérgio Godinho ao Baixo Alentejo


À oitava paragem – a terceira no Alentejo, depois de Portalegre e Évora –, a Viagem Literária chegou, a 28 de novembro, à cidade de Beja. Mário de Carvalho e Sérgio Godinho, dois mestres das palavras, foram os protagonistas de uma conversa de quase duas horas, moderada, como sempre nesta iniciativa, pelo jornalista João Paulo Sacadura.

Aos 71 anos, Mário de Carvalho é consensualmente reconhecido como um dos grandes escritores portugueses (daí ser também um dos mais premiados) e como um dos que melhor uso faz da riqueza vocabular da nossa língua. Aos 70 anos, e com uma carreira de 44, o músico Sérgio Godinho escreveu mais de 300 canções, muitas delas profundamente marcantes para várias gerações, mas também é autor de peças de teatro, de guiões de cinema, de livros de poesia e de contos. Juntar à conversa duas figuras de tão grande importância para a cultura portuguesa contemporânea dificilmente não resultaria numa grande sessão. No Pax Julia Teatro Municipal, o público ficou a conhecer alguns dos gostos literários dos convidados, bem como os respetivos hábitos de escrita e as diferenças existentes entre escrever uma canção e um conto ou um romance. Mário de Carvalho e Sérgio Godinho abordaram ainda os respetivos exílios, nos anos 70, e as leituras da juventude. Houve ainda tempo para visitar os mais recentes livros de ambos: “Quem disser o contrário é porque tem razão”, guia prático para a escrita de ficção, da autoria de Mário de Carvalho, e “Vidadupla”, volume de contos de Sérgio Godinho.


Em dezembro, a Viagem Literária chega a Faro. Os protagonistas da sessão de dia 5, no Teatro das Figuras, são Bruno Vieira Amaral, vencedor do Prémio José Saramago 2015, e Gonçalo M. Tavares.

 

2 de dezembro de 2015