Ler e escrever nas escolas com a Porto Editora

Edição n.º 20, março de 2016

Iniciativas de promoção da leitura e escrita começaram nas escolas em outubro do ano passado e prolongam-se até ao final deste segundo período.

Convidar as crianças e os jovens a lerem e, depois, trabalhar com eles a interpretação e a escrita são os objetivos da Porto Editora que, há vários anos, promove um conjunto de iniciativas junto das escolas de 1.º e 2.º ciclos.

Este ano letivo, logo em outubro, a Porto Editora convidou 10 000 alunos de todo o país a lerem, nos 1.º e 2.º anos, o primeiro livro da coleção Picasso & Van Gogh – Mexe esse rabo gordo, pá!, da autoria de Álvaro Magalhães, e, em novembro, para os 3.º e 4.º anos, O ano mais estúpido do meu irmão mais novo, de Miguel Morais. Foram mais de 500 as escolas que aceitaram o desafio e que convidaram os seus alunos a lerem estes títulos e a realizarem as atividades de interpretação das obras. Em dezembro, foi a vez de O Estranhão, de Álvaro Magalhães, entrar nas turmas do 2.º ciclo. Foram mais de 600 escolas e 12 500 alunos abrangidos pela atividade de leitura e interpretação.

Para os 3.º e 4.º anos, a Porto Editora distribuiu
95 000 exemplares do minilivro A Rita e o Papel, uma edição em parceria com a Two Sides, uma iniciativa lançada por empresas da indústria do papel que têm como meta comum a promoção da produção e utilização responsáveis da comunicação em papel, afastando as conceções falsas mais comuns sobre o meio-ambiente.

Ainda no 1.º ciclo está a decorrer uma atividade de escrita em torno de três personagens, que desafia os alunos a descobrirem quem são estas três figuras, de onde vêm e o que gostam de fazer. Através de pistas previamente enviadas aos professores, é sugerida a realização de um texto que procure desvendar a história destes amigos. O objetivo da atividade passa por “estimular a imaginação dos seus alunos, permitindo-lhes o alargamento de vocabulário e o desenvolvimento do domínio da linguagem escrita”, conforme se pode ler na carta de apresentação, enviada no final de fevereiro.

2016 arrancou com atividades de leitura e escrita também para os alunos do 2.º ciclo. O protagonista foi o autor David Walliams com os seus diversos títulos infantojuvenis Avozinha Gangster, Doutora Tiradentes, A Terrível Tia Alberta e O Rapaz Milionário, a sua mais recente publicação. Os alunos receberam um minilivro da edição de Avozinha Gangster que leram em casa ou na sala de aula. Seguidamente, os alunos foram convidados a preencher uma ficha de leitura, que atestou a leitura e permitiu trabalhar conceitos gramaticais e desenvolver o vocabulário em torno da temática do livro. Adicionalmente, puderam ainda escrever uma continuação ou um final para a história que tinham acabado de ler. Todos os participantes receberam lembranças de participação e houve prémios para os melhores textos das escolas, selecionados pelos professores. Resultado: 400 escolas e 12 000 alunos abrangidos.


 
Back to Top