Edição n.º 18, dezembro de 2015

Depois da primeira fase, realizada nas escolas, a iniciativa LITERACIA 3D, da Porto Editora, segue para a competição distrital, em que os alunos das escolas vencedoras concorrem entre si.

Entre 23 e 27 de novembro, a iniciativa LITERACIA 3D passou pelos estabelecimentos de ensino que se inscreveram no concurso que, até ao final do ano letivo, está a ajudar alunos e professores a melhorar a literacia da leitura, da matemática e da ciência dos jovens portugueses.

No total, foram cerca de 500 escolas do ensino público e privado e mais de 60 000 estudantes de todo o país que participaram na primeira fase deste desafio, dirigido às turmas de 5.º ano para a literacia da leitura, de 7.º ano para a literacia matemática e de 8.º ano para a literacia científica. E da seleção dos alunos vencedores, por escola e por área de conhecimento, saíram cerca de 1100 alunos que vão agora competir entre si, por distrito e regiões autónomas.

Esta iniciativa, concebida pela Porto Editora e apresentada publicamente em outubro deste ano, foi criada com o objetivo de “contribuir para o desenvolvimento pessoal, social e educativo dos jovens, atuando nas três dimensões fundamentais do conhecimento: a leitura, a matemática e a ciência”, conforme se pode ler no sítio da iniciativa, em literacia3d.pt

A ideia nasceu da necessidade sentida de “ajudar os alunos a consolidar as aprendizagens e a elevar os níveis de conhecimento num contexto similar ao das avaliações internacionais”. É, por isso, um projeto de continuidade que não se esgota neste ano letivo, uma vez que o objetivo é “continuar a desenvolver os índices educacionais e culturais do nosso país”, refere a Porto Editora. E, para tal, promete ir mais além, apoiando professores e alunos com outras iniciativas que já estão pensadas e serão brevemente anunciadas.


Um desafio que é um apelo ao conhecimento


“Este concurso é um apelo ao conhecimento e nesse apelo há uma procura de excelência dos alunos consigo próprios, não só para ganharem mas também para se confrontarem com o desafio”, explica Glória Ramalho, coordenadora da Comissão Científica do LITERACIA3D.

“A opção pelo formato digital para a realização das provas, assente na plataforma da Escola Virtual, estimula, precisamente, este desafio, uma vez que a participação é muito simples e acontece num ambiente apelativo e familiar dos alunos”, conclui.

Às escolas apenas foi solicitada a inscrição dos alunos na primeira fase, indicando os nomes dos alunos que iriam participar e as respetivas áreas, através do sítio da iniciativa, e a disponibilização dos computadores para a realização da prova de 45 minutos.

A segunda fase terá agora lugar nas capitais de distrito e nas regiões autónomas, entre os dias 29 de fevereiro e 4 de março de 2016, numa escola pública que acolherá a realização das provas, e em cada local estará o aluno vencedor de cada uma das escolas do distrito por cada área de conhecimento.

Na terceira fase, que decorrerá entre 16 e 20 de maio de 2016, em Lisboa, num dia e local a definir, estarão os vencedores de cada distrito, igualmente por cada área do conhecimento.

Os resultados da primeira fase estão a ser analisados e serão divulgados no início de janeiro. Para mais informações sobre o LITERACIA 3D, recomendamos a visita ao seu sítio aqui.

 

 
Back to Top