Saúde oral na infância
Pedro Santos
Saúde oral na infância
Saúde oral na infância

A dentição primária é constituída por 20 dentes:
- 10 dentes no maxilar superior:
  • 2 incisivos centrais (erupção 8-12 meses; queda 6-7 anos);
  • 2 incisivos laterais (erupção 9-13 meses; queda 7-8 anos);
  • 2 caninos (erupção 16-22 meses; queda 10-12 anos);
  • 2 primeiros molares (erupção 13-19 meses; queda 9-11 anos);
  • 2 segundos molares (erupção 25-33 meses; queda 10-12 anos).
- 10 dentes no maxilar inferior:
  • 2 incisivos centrais (erupção 6-10 meses; queda 6-7 anos);
  • 2 incisivos laterais (erupção 10-16 meses; queda 7-8 anos);
  • 2 caninos (erupção 17-23 meses; queda 9-12 anos);
  • 2 primeiros molares (erupção 14-18 meses; queda 9-11 anos);
  • 2 segundos molares (erupção 23-31 meses; queda 10-12 anos).

Qual é a importância dos dentes de leite?
Amamentar é importante, pois estimula o correto desenvolvimento orofacial, contribuindo para a evolução natural da sucção, deglutição, respiração, mastigação e fala.

Os dentes de leite são essenciais para mastigar os alimentos, para auxiliar no crescimento e desenvolvimento adequado dos ossos e músculos da face, bem como para reservar espaço para os dentes permanentes. São igualmente muito importantes para o desenvolvimento da autoestima da criança.

A criança deve ser acompanhada pelo médico-dentista desde que nasça o primeiro dente. Deste modo, ele acompanhará a erupção dos dentes e o desenvolvimento das arcadas. O objetivo é prevenir as doenças da boca, nomeadamente a cárie dentária que deve ser imediatamente tratada ainda que sejam dentes de leite.

Os traumatismos orais são frequentes, em idade pré-escolar e devem ser tratados pelo médico dentista. A higiene oral deve começar logo que surge o primeiro dente. A limpeza dos dentes, da gengiva e da língua deve ser realizada por um adulto até aos seis anos. A partir dessa idade, a criança pode escovar sozinha, com a supervisão de um adulto. Deve utilizar-se uma escova macia e adequada ao tamanho da boca da criança e pasta de dentes infantil fluoretada, apenas na quantidade indicada (tamanho de uma ervilha).

Importa referir que aos 6 anos aparecem os primeiros molares permanentes, atrás dos segundos molares decíduos.

Em Portugal, o Serviço Nacional de Saúde disponibiliza a todas as crianças em idade escolar o cheque-dentista, uma guia de acesso a um conjunto de cuidados de medicina dentária nas áreas de prevenção, diagnóstico e tratamento, no qual a criança tem direito a tratamentos preventivos e curativos sem custos. Os utentes têm a liberdade de escolher o médico-dentista, desde que este conste da lista de médicos aderentes.

Pedro Santos — médico-dentista

 

Uma sala, imensas possibilidades
Porto Editora
nov 2019
Elogiar: como e o quê?
Adriana Campos
out 2019
A entrada dos adultos na creche/jardim de infância
Adriana Campos
set 2019
Manifesto a favor da desprogramação do tempo livre das crianças
Manuel Rangel (1956 – 2015)
jul 2019
A importância do contexto familiar na felicidade da criança e do seu bem-estar
Manuela Queirós
mar 2019
Back to Top