Um dos mais importantes livros de contos de Mário de Carvalho
A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho com nova edição a 18 de março.
07.03.2013
Um novo livro de Mário de Carvalho é reeditado pela Porto Editora no dia 18 de março. Desta vez, trata-se de A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho, um dos mais conhecidos livros de contos do autor, publicado originalmente em 1983. Este livro, que já conta com 10 edições, está integrado no Plano Nacional de Leitura e tem sido continuamente estudado por alunos do ensino básico.

Os diferentes contos que compõem A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho atravessam temas como a religião e a mitologia, e são narrados com o espírito crítico, irónico e certeiro que tem caracterizado grande parte da obra de Mário de Carvalho.

O LIVRO
Uma horda de cavaleiros berberes do século XII vê-se subitamente em plena Avenida Gago Coutinho por incúria da deusa Clio, que se deixa adormecer, enredando na sua tapeçaria milenar os acontecimentos de 4 de Junho de 1148 e 29 de Setembro de 1984. Um elevador não pára de subir. Um frade no seu convento resiste ao Dia do Juízo Final. Um homem simples vive um quotidiano dantesco. Um chimpanzé é capaz de reescrever a obra Menina e Moça. Um navio negro, desarvorado, muito maltratado pelo mar, dá à costa, trazendo consigo a pestilência. Um padre exorcista tem uma estranha particularidade anatómica.

Integrada no Plano Nacional de Leitura, A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho é uma das obras mais emblemáticas de Mário de Carvalho.

O AUTOR
Mário de Carvalho nasceu em Lisboa em 1944. O seu primeiro livro, Contos da Sétima Esfera, causou surpresa pelo inesperado da abordagem ficcional e pela peculiar atmosfera, entre o maravilhoso e o fantástico. Desde então, tem praticado diversos géneros literários – romance, novela, conto e teatro –, percorrendo várias épocas e ambientes, sempre em edições sucessivas. Utiliza uma multiforme mudança de registos, que tanto pode moldar uma narrativa histórica como um romance de atualidade; um tema dolente e sombrio como uma sátira viva e certeira; uma escrita cadenciada e medida como a pulsão duma prosa endiabrada e surpreendente.

Nas diversas modalidades de Romance, Conto e Teatro, foram atribuídos a Mário de Carvalho os prémios literários portugueses mais prestigiados (designadamente os Grandes Prémios de Romance, Conto e Teatro da APE, o prémio do Pen Clube e o prémio internacional Pégaso). Os seus livros encontram-se traduzidos em várias línguas. Obras como Os Alferes, A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho, Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde, ou O Varandim seguido de Ocaso em Carvangel são a comprovação dessa extrema versatilidade.

Página do autor: www.mariodecarvalho.com

 
Back to Top