Sobre o Acordo Ortográfico
SocialTwist Tell-a-Friend

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990 é um tratado assinado pelos países lusófonos, cujo objetivo é a criação de uma ortografia unificada a ser usada por todos os países de língua oficial portuguesa.

Este acordo pretende pôr fim à existência de duas normas ortográficas divergentes, uma no Brasil e outra nos restantes países de língua portuguesa, contribuindo assim para o aumento do prestígio internacional do português e para a sua expansão e afirmação.

A valorização do critério fonético em detrimento do critério etimológico pretende aproximar a escrita da forma falada das palavras (a supressão gráfica das consoantes mudas é disso exemplo).

Em Portugal, este acordo encontra-se em vigor desde 2009 e os principais órgãos de comunicação social já adotaram a nova grafia, tendo-se determinado a sua aplicação no sistema educativo a partir do ano letivo de 2011/2012. De 1 de janeiro de 2012 em diante, todos os serviços, organismos e entidades do Governo, bem como as publicações do Diário da República, terão a sua grafia atualizada.

Breve cronologia
1911 - Primeira Reforma Ortográfica em Portugal, mas não extensível ao Brasil

1915
- Adesão da Academia Brasileira de Letras à Reforma de 1911

1919 - Revogação da Academia Brasileira de Letras a essa adesão

1931 - Aprovação do primeiro Acordo Ortográfico entre Portugal e Brasil (nunca posto em prática)

1940 - Publicação do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa pela Academia das Ciências de Lisboa

1943 - Convenção Ortográfica entre Portugal e Brasil e publicação do Formulário Ortográfico de 1943 pela Academia Brasileira de Letras

1945 - Entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1945, não tendo sido ratificado pelo Brasil

1971 - Alterações no Brasil, aproximando a ortografia brasileira da portuguesa

1973 - Alterações em Portugal, aproximando a ortografia portuguesa da brasileira

1975 - Novo projeto de acordo entre a Academia de Ciências de Lisboa e a Academia Brasileira de Letras (não aprovado oficialmente)

1986 - Apresentação do Memorando Sobre o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entre as duas academias (proposta não aprovada por ser demasiado drástica e gerar muita polémica)

1990 - Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa assinado a 16 de dezembro e publicação da Nota Explicativa

1996 - Ratificação do Acordo Ortográfico de 1990 por Portugal, Brasil e Cabo Verde

1998 - Celebração do Primeiro Protocolo Modificativo do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que elimina as datas para a elaboração do vocabulário comum da língua portuguesa e para a entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990

2004 - Celebração do Segundo Protocolo Modificativo do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que autoriza a adesão de Timor-Leste e prevê que basta a ratificação por apenas três países para que o Acordo Ortográfico de 1990 entre em vigor

2006 - Ratificação do documento oficial por Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe

2008 - Ratificação do Segundo Protocolo Modificativo pelo Parlamento português

Ratificação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa pelo Presidente da República

2009 - Entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990 a 13 de maio

2010 - Guiné-Bissau ratifica o Acordo Ortográfico, faltando apenas a ratificação de Angola e Moçambique

2011 - Novo Acordo Ortográfico é introduzido no sistema educativo português no ano letivo de
2011-2012 e vários órgãos de comunicação social, bem como diversas entidades públicas e privadas adotam a nova ortografia

2012 - Desde o dia 1 janeiro, órgãos, serviços, organismos e entidades governamentais, bem como as publicações oficiais, passam a ter a sua grafia adaptada
Conversor Ortográfico
Simples, prático e gratuito!
Sobre o Acordo
Dúvidas frequentes
O que muda
Produtos
Recursos
 
Back to Top